Templates da Lua

Sou uma menina de quinze anos que ainda acredita em contos de fadas, que gosta de ouvir música no último volume, que não vive sem as amigas, que adora incomodar as irmãs menores, que quer fazer faculdade de jornalismo, publicidade ou psicologia, que é indecisa – graças à mãe-, que é de lua, que se irrita fácil, que não gosta de nada que tenha matemática, que é fascinada pelos livros. Sou uma menina que não acredita em sorte, que quer escrever seu livro, que é viciada em chocolate, que não pode nem ver filme de terror de tão medrosa, que adora ver TV, que odeia estudar, mas estuda. Sou uma menina que quer viajar pelo mundo inteiro, conhecer gente nova e fazer compras, que sonha com seu príncipe encantado, que precisa conhecer, pelo menos, algum dos seus ídolos, para não pensar que há um complô lá em cima contra ela. Sou uma menina careta que quer muito ir para o Caribe com as amigas, ficar moreninha, beijar uns marinheiros gatchenhos e nadar naquela água transparente. Sou uma menina que acredita demais no amor. No único e verdadeiro amor. Aquele para a vida toda. Dayanne, prazer :) Pode me chamar de Day.

Photobucketdayds_@hotmail.com

Image Hosted by ImageShack.us

Desde o começo...

+ veja mais

Outros Sites

Gostou?? Clique aqui e pegue o seu!!!

Gostou?? Clique aqui e pegue o seu!!!

UOL


Propaganda é a alma do negócio 8D
Continuação de P.Sorte aqui: puro-azar.blogspot.com

Quinta-feira , 30 de Abril

just like a star.

 

         Eu não podia voltar atrás. Não agora. Não desse jeito. Talvez eu me arrependesse depois. Se houvesse o depois. Eu tinha que deixá-lo para trás. Tinha que seguir em frente. Era tarde demais. Não havia nada para ser feito. Nada que eu pudesse fazer.
Quis chorar, mas me segurei. Toquei sua face com minhas mãos frias e sujas. Eu estava tremendo, tentando imaginar aqueles olhos abertos novamente. Levantei do chão úmido e o olhei pela última vez, com um soluço fragmentado que quebrou o silêncio da noite. Não ia desistir agora. Eu lutaria até o fim, e seria por ele. Tudo por ele.
Mesmo com determinação, uma vozinha ainda dizia em minha cabeça: Ele não vai voltar.

 

 

ganhei da Laaaaars <3 entrem? *-*
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=87825556&refresh=1


Escrito por Daay D. às 17:30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Domingo , 26 de Abril

Eu decidi ser escritora.

 

 

Eu podia escolher ser advogada, médica, química ou professora, mas não. Eu escolhi ser escritora.

Muitas pessoas podem perguntar: por quê?

E será que existe realmente um por quê?

Eu posso tentar explicar. Criar, imaginar e me divertir é uma das coisas que mais gosto de fazer. Dar às pessoas algo que elas possam imaginar, fora da realidade. Fora desta terrível realidade.

Eu admito, quando eu era pequena eu detestava ler, mas adorava fazer poesias. Depois de ler a coleção de Harry Potter, fiquei convencida que estava perdendo tempo longe dos livros. Começar a ler foi uma das melhores coisas que já me aconteceu. Fascinada pelas histórias eu me senti inspirada para escrever também.

Criar e imaginar meus personagens fazendo coisas que eu sempre quis fazer, me deu vontade de realmente ser escritora. Muita gente me diz que eu vivo sozinha no meu ‘mundinho’. Talvez seja porque o mundo real não seja suficiente pra mim. Eu sou careta, gosto de romances e contos de fadas. E claro, espero ansiosamente o meu príncipe aparecer. Às vezes, nem eu mesma acredito que isso possa acontecer. Que, talvez, eu devesse esquecer essas bobagens e seguir em diante vendo só o que eu posso ver. E não além.

Eu sonho em escrever um romance, e viver um. Viver um romance digno de um livro, uma história de amor sem fim. E falo alto e em bom som, que eu vou continuar sendo assim. Não vou mudar porque vai ser difícil conseguir o que eu quero. Eu acredito. E isso basta pra mim. Só espero que não demore muito :)

Enquanto isso, eu fico aqui, diante de uma página em branco, com um lápis na mão, imaginando como será a minha história, pronta para vivê-la.


Escrito por Daay D. às 01:01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]